segunda-feira, 21 de novembro de 2011

VERGONHA BRASIL



            “O Cacique Raoni chora ao saber que Dilma liberou o inicio das construções de Belo Monte. Belo Monte seria maior que o Canal do Panamá, inundando pelo menos 400.000 hectares de floresta, expulsando 40.000 indígenas e populações locais e destruindo o habitat precioso de inúmeras espécies. Tudo isto para criar energia que poderia ser facilmente gerada com maiores investimentos em eficiência energética.” (…)


segunda-feira, 24 de outubro de 2011

BALEIA É DESENCALHADA E RECONDUZIDA AO MAR PELA SEGUNDA VEZ



               A baleia Jubarte que estava encalhada na praia de Upanema que havia sido devolvida ao mar, encalhou novamente na praia de Redonda, foi novamente desencalhada e devolvida ao mar na tarde deste domingo (23).
              Os pescadores de São Cristovão e Redonda deram todo apoio logístico das embarcações. Esta segunda operação contou com apoio massivo dos pescadores daquela comunidade que isolaram a área e hidrataram o animal até a chegada da equipe de monitoramento e resgate. O corpo de bombeiros de Mossoró e a POLICIA AMBIENTAL DE MOSSORÓ contribuíram para o sucesso de toda operação.








BALEIA VOLTA A ENCALHAR; DESSA VEZ NA PRAIA DA REDONDA


           Mesmos com todos os esforços da Policia Ambiental de Mossoró e da equipe de resgate, a alegria durou pouco, depois de dois dias de luta, hoje (23) os pescadores entraram em contato com os Policiais Ambientais que fazem o patrulhamento das Dunas do Rosado ( Sd PM Diógenes, Sd PM Lira ) relatando que o mamífero teria encalhado novamente; agora na praia da Redonda. De pronto tal equipe se deslocou até local para dar total apoio as equipes de resgate.
           Os profissionais responsáveis pelo monitoramento "Cetáceos da Costa Branca", a  Marinha do Brasil e Mergulhadores Profissionais voluntários foram novamente acionados.



BALEIA ENCALHADA NA PRAIA DE UPANEMA



            Desde da última quinta feira a praia de Upanema vem sendo o cenário do sofrimento de um mamífero de grande porte que luta por sua sobrevivência, as tentativas de resgatecontou com a ajuda de órgãos ambientais. ( Projeto Cetácius - UERN, Policia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasi l). A baleia de espécie Jubarte esteve encalhada a mais de 24 horas na praia de Upanema. Algo que não se vê todos os dias; fato que atraiu uma multidão de curiosos e diiversas pessoas das cidades vizinhas que tomam o rumo daquela praia para ver o animal e o trabalho de quem tentava ajudá-la. 



            Na ralidade, os curiosos mais atrapalham do que ajudam; muitos insistiram em querer entrar na praia para fotografar e até dar “sugestões” de como proceder no salvamento. Algumas pessoas  aguardavam a morte do animal para tirar algum proveito. No entanto , a POLICIA AMBIENTAL esteve presente no local pra dá o suporte operacional no resgate,  segurança dos curiosos e isolamento do local.



            Depois de dois dias de muito trabalho e de tentativas de resgate frustradas, as equipes de resgate composta por Biólogos da UERN, POLICIA AMBIENTAL  e voluntários conseguiram neste sábado (22) com auxílio de um navio rebocador devolver ao mar a baleia-jubarte que tinha encalhado na praia de Upanema, no último dia 20.


              O animal, com aproximadamente 10 metros de comprimento pesando 20 toneladas, fadigado e sem forças para nadar sozinho, foi arrastado cerca de 50 metros pela correnteza para a parte mais rasa da praia na última quinta-feira.
             Na manhã do dia (22), com auxílio de empresários foi aberto um canal com máquinas retroescavadeiras para facilitar o escape do animal e quando a maré encheu, a baleia foi puxada por um rebocador. A baleia foi devolvida ao mar e biólogos do projeto Cetáceos da Costa Branca que acompanharam de barco até as proximidades do Porto Ilha.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Cobra é resgatada as margens da RN 088 próximo a Jardim do Seridó

                                                          Na foto: Sd Reginaldo

           Nessa terça feira (11) foi capturada uma cobra que estava no perímetro urbano na RN 088 que liga Jardim do Seridó a Parelhas. Informações repassadas informava que uma cobra num determinado local, onde o SOLDADO REGINALDO localizou e verificou que tal ocorrência tratava-se de uma jibóia, mesmo estando de folga do trabalho, o policial capiturou e acionou a guarnição da Polícia ambiental de Parelhas composta pelos policiais ambientais CB Laurentindo e SD Nivanildo.
          Todos os procedimentos foram feitos com segurança, logo em seguida os Policiais ambientais fizeram a soltura do referido animal num local seguro, a jibóia media aproximadamente 2,40m.
O sentimento de dever cumprido, isso não tem preço.

Informações adicionais:
- uma jibóia jovem tem em média 1,50m e pode chegar a viver em torno de 25 anos, quando atinge seu tamanho máximo de 4,00 a 5,00 metros;
- é uma serpente considerada mansa, se alimenta de pequenos animais como roedores, aves e lagartos;
- sua dentição é áglifa (dentes laterais serrilhados);
- apresenta uma digestão lenta, que dura em média sete dias; e
- é um animal bastante perseguido por caçadores e traficantes de animais, em virtude do alto valor comercial como animal de estimação (de R$ 1.000,00 a R$ 6.000,00).

EQUIPE DO BLOG SOLDADO LIRA: Parabéns ao nobre amigo Reginaldo... Suas ações, preparo e compromisso em preservar a natureza enaltece o trabalho da policia ambiental em todo RN; sobretudo enche-me o coração de orgulho e satisfação por tê-lo lado-a-lado vestindo a mesma farda! UNIDOS SEREMOS FORTES..............

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Amazônia registra o menor desmatamento da história

          O governo corrigiu para cima a taxa de desmatamento na Amazônia registrada de 2009 a 2010. A estimativa que o Ministério do Meio Ambiente havia divulgado em novembro do ano passado era de uma destruição de 6.451 km² nos nove estados da Amazônia Legal. Nesta segunda-feira, o órgão revisou o desmatamento para 7.000km², um aumento de 8%. Mesmo assim, este é o menor índice já registrado em toda a história de monitoramento da região, que começou a ser feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) com imagens de satélite desde 1988. O índice representa uma redução de 6,2% com relação ao período anterior, de 2008 a 2009.

          A correção está dentro da margem de erro do governo, de 10%. Segundo a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o fato de a taxa final ter sido superior à previsão inicial significa que o desflorestamento tem sido cada vez mais pulverizado - em áreas mais espaçadas e de menor tamanho.

          "É a menor taxa de desmatamento da história. Estamos cumprindo com folga as metas do Plano Nacional de Mudanças Climáticas. É importante lidar com os pequenos desmatamentos, que podem ser em pequenas ou grandes propriedades", apontou a ministra.

          O ministério também divulgou nesta segunda-feira a taxa do desmatamento de agosto deste ano, que chegou a 164 km². Este também é o menor número desde 2004, quando o Inpe criou o sistema de monitoramento Deter, que analisa o que acontece na Amazônia mês a mês. De janeiro a agosto, o Mato Grosso foi o maior responsável pela destruição da floresta, com 769 km² de vegetação nativa derrubada, um aumento de 70% com relação ao mesmo período do ano passado. O segundo estado que mais desmatou foi o Pará: 399 km², 33% a menos do que o registrado no ano passado.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

PRF e IBAMA realizam a segunda maior apreensão de aves do RN

Da redação do Diário de Natal
 (IBAMA/Divulgação)
Uma ação conjunta entre a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), realizada entre os dias 26 de setembro e 3 de outubro, resultou na apreensão de 453 animais silvestres, considerada a segunda maior apreensão de aves silvestres do RN. Com objetivo de coibir crimes contra o meio ambiente no estado, a Operação Ambientação Potiguar conseguiu registrar dentre outras ações criminosas, o transporte irregular de madeira sem Documento de Origem Florestal (DOF) e a venda de animais silvestres em feiras livres.
Durante os nove dias de operação, Equipes da Policia Rodoviária Federal e do IBAMA realizaram prisões e apreensões em diversas regiões do Rio Grande do norte, tendo como destaque as regiões do Vale do Assú, Seridó, Mato Grande e Agreste.
Além disso, foram realizadas abordagem nas feiras livres de Santa Cruz, Passa e Fica, Macaíba, Ceará-Mrim, Bom Jesus e Nova Natal, que resultaram na prisão de 44 pessoas que comercializavam animais silvestres, e mais dois homens por comercialização de armas de fogo para caça. A operação resultou na apreensão de 453 aves silvestres vivas, incluindo espécies ameaçadas de extinção, e mais 16 animais silvestres mortos.
Em relação a extração irregular de madeira, os fiscais do IBAMA conseguiram identificar a forma que os lenhadores extraiam o material. Em uma área identificada, o proprietário do terreno recebia R$50,00 por cada caminhão carregado, enquanto o lenhador recebia R$200,00, e o dono do caminhão recebe dos proprietários de cerâmica R$500,00 por cada carga.
Segundo informações da PRF, os levantamentos feitos pela operação foram iniciados há cerca de trinta dias, após o recebimento de denúncias anônimas junto a instituição e ao IBAMA.

Dados – Operação Ambientação Potiguar
453 ANIMAIS SILVESTRES VIVOS
16 ANIMAIS SILVESTRES MORTOS
63 PESSOAS SUBMETIDAS A TCO
08 PESSOAS SUBMETIDAS A FLAGRANTE
71 PRESOS NO TOTAL
03 VEICULOS RECUPERADOS
138 M³ DE MADEIRA
3.825 KG DE CARVÃO
06 ARMAS DE FOGO
02 MENORES APREENDIDO
S